Apoio e Oposição à Imigração

Apoio e Oposição à Imigração em Portugal numa Perspetiva Comparada” é um projeto de investigação científica financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (PTDC/IVC-CPO/1069/2014). O projeto analisa a politização da imigração em Portugal numa perspetiva comparada com o objetivo de determinar as razões pelas quais potenciais conflitos sobre imigração se tornam politizados, examinando o papel tanto de movimentos anti-imigração como de movimentos antirracistas. O projeto irá expandir o conhecimento sobre dinâmicas políticas relacionadas com imigração e fornecer informações relevantes para os decisores políticos. Esta investigação é inspirado num projeto colaborativo financiado pela Comissão Europeia no âmbito do Sétimo Programa-Quadro intitulado Support and Opposition to Migration” (SOM).

O projeto foca-se no papel de quatro tipos de atores – o Estado, os partidos políticos, os movimentos sociais e os meios de comunicação social – na politização, ou despolitização, da questão da imigração em Portugal.

As migrações de grande escala para países europeus geraram tensões ao nível económico, social, cultural e político nos países de destino. No entanto, a presença de imigrantes não se tornou numa questão politicamente contestada em toda a parte. As formas como a questão da imigração se tornou politizada diferem significativamente entre países.

As variáveis dependentes do projeto permitem compreender a forma como a questão da imigração se tornou politizada e o grau dessa politização. Este fenómeno político será avaliado com base na análise das reivindicações políticas de três tipos de movimentos: grupos de interesse de imigrantes, movimentos de oposição à imigração e grupos de solidariedade antirracistas. Uma abordagem comparativa será utilizada para estudar divergências e convergências entre países.

Os objetivos do projeto incluem:

  • o aumento do conhecimento sobre potenciais conflitos em torno da participação social e política dos imigrantes na Europa Ocidental
  • a análise das condições que propiciam a politização de potenciais conflitos, analisando o papel de movimentos anti-imigração bem como de movimentos antirracistas
  • o aumento do conhecimento sobre a influência das características institucionais do sistema político-partidário sobre os processos de politização
  • fornecer informações relevantes para os decisores políticos através da identificação das ações por parte de instituições do estado que são bem-sucedidas na gestão de conflitos relacionados com imigração e integração
Anúncios